Banner Top
  1. Cavalgada 2018
  2. Equipe de apoio à Agropec – Trabalho duro e muita dedicação
  3. Agropecuária do Pará é a que mais se expande em 11 anos
  4. Soja: Mercado fecha negativo em Chicago com guerra comercial e projeção de boa safra nos EUA
  5. Ação rápida da Polícia prende mais de 50 criminosos que invadiram fazenda e aterrorizaram família no interior
  6. Secretária de Urbanismo de Paragominas inicia poda de árvores na cidade
  7. Como diferenciar a tristeza parasitária da tripanosomose bovina?
  8. Faculdade CNA está com inscrições abertas para os cursos de graduação a distância em agro
  9. Sistema Faepa/Senar é parceiro das obras na Bernardo Sayão
  10. Produção e exportação mundial de carnes deverá crescer em 2018
  11. Um panorama do agronegócio no Brasil
  12. Coleta seletiva e reciclagem reduz impactos ambientais em Paragominas
  13. CEPTIS e Embrapa assinam acordo de cooperação para projetos de rastreabilidade segura na soja
  14. Caminhoneiros discutem tabela do frete mínimo no STF
  15. Setor produtivo pede ao Ministério da Cultura mais incentivos ao Pará
  16. Proibição de embarques de gado vivo pode reduzir comércio com árabes
  17. Fretes altos seguram preços do milho
  18. Comissão da Câmara aprova projeto que flexibiliza uso de agrotóxico
  19. Soja de Paragominas (PA) já tem fluxo normalizado após paralisação dos caminhoneiros
  20. Representantes de classes, entidades e municipais de Paragominas, entram em acordo com lideres do movimento dos caminhoneiros
  21. SPRP participa de um dos maiores eventos da pecuária do País – InterCorte 2018
  22. CAR – Cadastro Ambiental Rural será validado diretamente pela Semma Municipal
  23. Palestra: “Apresentação da cidade – Infraestrutura urbana e geográfica”
  24. Prefeitura Municipal de Paragominas entrará com petição em defesa do emprego e renda na região
  25. Prefeitura de Paragominas assina Lei que regulamenta a criação de peixes exóticos
  26. Paragominas terá uma “Força Tarefa” na atividade de pecuária sustentável no município
  27. Relatório sobre defensivos agrícolas pode ser votado na próxima semana
  28. Triste Realidade. Mas… apenas mais um descaso com o Produtor Rural
  29. Diretoria do Sindicato dos Produtores Rurais de Paragominas convoca reunião com representantes da Suzano Papel e Celulose para atender as demandas da vicinal do KM 204
  30. Licenciamento de bovinocultura, alteração das exigências.
  31. Soja: Preços no Brasil são 3º melhor da história, mas vendas agora são limitadas
  32. Representantes do setor Agro solicitam isenção do ICMS sobre o transporte de grão no Estado.
  33. Evento mais completo da indústria de ingredientes alimentícios da América Latina, Food ingredients South America (FiSA) 2018 traz novas atrações
  34. Pércio Barros de Lima – Especial 50 anos Agropec
  35. MST paralisam BR 010 próximo ao município de Ulianópolis PA
  36. Deputado Nilson Leitão: O “Morde e Assopra” do agro brasileiro
  37. Paraguai investe em portos e estradas para ‘roubar’ parte da safra brasileira
  38. Resultados do Projeto Biomas na Amazônia são publicados
  39. MPF instaura inquérito civil para apurar alagamento em Paragominas
  40. Núcleo de Apoio Empresarial promove reunião técnica com SEGUP e entidades ligadas ao Agro
  41. Governo do Estado entrega veículos a prefeituras para combater o desmatamento
  42. Projeto de lei municipal regulamenta cultivo de espécies exóticas em Paragominas
  43. Gestão pública e o “Movimento destrava Pará”
  44. Agropalma – Nota Oficial
  45. Paragominas participa do Tropical Forest Alliance em SP
  46. Justiça do Pará cumprirá reintegração de pose na fazenda Campo de Boi
  47. Maggi esclarece nova fase da Operação Carne Fraca e diz que população não corre risco
  48. Monitores para agricultura de precisão, práticos e intuitivos, facilitam operações no campo e melhoram resultados da produção
  49. Apenas 18% dos brasileiros estão com contas “no azul”
  50. BRF na berlinda com Operação Carne Fraca provoca danos à economia
  51. Aplicativo ajuda a planejar a alimentação do gado o ano todo Disponível para celulares com o sistema Android.
  52. Expectativa é de abertura de novos mercados para carne da América do Sul, diz Minerva
  53. O Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018 destinará R$ 200 bilhões com juros menores para financiar a agricultura.
  54. Comissão aprova projeto que favorece integração da produção de peixes com agricultura
  55. Com medo de mudanças na Previdência, brasileiro se aposenta ainda mais cedo
  56. Soja: Preços sobem no Brasil nesta 2ª feira, mas produtores esperam novas altas para vender
  57. Disputa comercial China x EUA pode ampliar espaço e preços para soja do Brasil
  58. Pecuária tem aumento de 80% na produtividade nos últimos 40 anos
Terça-feira, Agosto 21, 2018
  1. Cavalgada 2018
  2. Equipe de apoio à Agropec – Trabalho duro e muita dedicação
  3. Agropecuária do Pará é a que mais se expande em 11 anos
  4. Soja: Mercado fecha negativo em Chicago com guerra comercial e projeção de boa safra nos EUA
  5. Ação rápida da Polícia prende mais de 50 criminosos que invadiram fazenda e aterrorizaram família no interior
  6. Secretária de Urbanismo de Paragominas inicia poda de árvores na cidade
  7. Como diferenciar a tristeza parasitária da tripanosomose bovina?
  8. Faculdade CNA está com inscrições abertas para os cursos de graduação a distância em agro
  9. Sistema Faepa/Senar é parceiro das obras na Bernardo Sayão
  10. Produção e exportação mundial de carnes deverá crescer em 2018
  11. Um panorama do agronegócio no Brasil
  12. Coleta seletiva e reciclagem reduz impactos ambientais em Paragominas
  13. CEPTIS e Embrapa assinam acordo de cooperação para projetos de rastreabilidade segura na soja
  14. Caminhoneiros discutem tabela do frete mínimo no STF
  15. Setor produtivo pede ao Ministério da Cultura mais incentivos ao Pará
  16. Proibição de embarques de gado vivo pode reduzir comércio com árabes
  17. Fretes altos seguram preços do milho
  18. Comissão da Câmara aprova projeto que flexibiliza uso de agrotóxico
  19. Soja de Paragominas (PA) já tem fluxo normalizado após paralisação dos caminhoneiros
  20. Representantes de classes, entidades e municipais de Paragominas, entram em acordo com lideres do movimento dos caminhoneiros
  21. SPRP participa de um dos maiores eventos da pecuária do País – InterCorte 2018
  22. CAR – Cadastro Ambiental Rural será validado diretamente pela Semma Municipal
  23. Palestra: “Apresentação da cidade – Infraestrutura urbana e geográfica”
  24. Prefeitura Municipal de Paragominas entrará com petição em defesa do emprego e renda na região
  25. Prefeitura de Paragominas assina Lei que regulamenta a criação de peixes exóticos
  26. Paragominas terá uma “Força Tarefa” na atividade de pecuária sustentável no município
  27. Relatório sobre defensivos agrícolas pode ser votado na próxima semana
  28. Triste Realidade. Mas… apenas mais um descaso com o Produtor Rural
  29. Diretoria do Sindicato dos Produtores Rurais de Paragominas convoca reunião com representantes da Suzano Papel e Celulose para atender as demandas da vicinal do KM 204
  30. Licenciamento de bovinocultura, alteração das exigências.
  31. Soja: Preços no Brasil são 3º melhor da história, mas vendas agora são limitadas
  32. Representantes do setor Agro solicitam isenção do ICMS sobre o transporte de grão no Estado.
  33. Evento mais completo da indústria de ingredientes alimentícios da América Latina, Food ingredients South America (FiSA) 2018 traz novas atrações
  34. Pércio Barros de Lima – Especial 50 anos Agropec
  35. MST paralisam BR 010 próximo ao município de Ulianópolis PA
  36. Deputado Nilson Leitão: O “Morde e Assopra” do agro brasileiro
  37. Paraguai investe em portos e estradas para ‘roubar’ parte da safra brasileira
  38. Resultados do Projeto Biomas na Amazônia são publicados
  39. MPF instaura inquérito civil para apurar alagamento em Paragominas
  40. Núcleo de Apoio Empresarial promove reunião técnica com SEGUP e entidades ligadas ao Agro
  41. Governo do Estado entrega veículos a prefeituras para combater o desmatamento
  42. Projeto de lei municipal regulamenta cultivo de espécies exóticas em Paragominas
  43. Gestão pública e o “Movimento destrava Pará”
  44. Agropalma – Nota Oficial
  45. Paragominas participa do Tropical Forest Alliance em SP
  46. Justiça do Pará cumprirá reintegração de pose na fazenda Campo de Boi
  47. Maggi esclarece nova fase da Operação Carne Fraca e diz que população não corre risco
  48. Monitores para agricultura de precisão, práticos e intuitivos, facilitam operações no campo e melhoram resultados da produção
  49. Apenas 18% dos brasileiros estão com contas “no azul”
  50. BRF na berlinda com Operação Carne Fraca provoca danos à economia
  51. Aplicativo ajuda a planejar a alimentação do gado o ano todo Disponível para celulares com o sistema Android.
  52. Expectativa é de abertura de novos mercados para carne da América do Sul, diz Minerva
  53. O Plano Agrícola e Pecuário 2017/2018 destinará R$ 200 bilhões com juros menores para financiar a agricultura.
  54. Comissão aprova projeto que favorece integração da produção de peixes com agricultura
  55. Com medo de mudanças na Previdência, brasileiro se aposenta ainda mais cedo
  56. Soja: Preços sobem no Brasil nesta 2ª feira, mas produtores esperam novas altas para vender
  57. Disputa comercial China x EUA pode ampliar espaço e preços para soja do Brasil
  58. Pecuária tem aumento de 80% na produtividade nos últimos 40 anos

Nesta quinta-feira (2), os preços da soja voltaram a fechar o dia em campo negativo. O movimento de realização de lucros continuou e os traders voltaram a sentir a pressão, mais uma vez, dos novos capítulos da  guerra comercial China x Estados Unidos. Dessa forma, com exceção do janeiro, os principais contratos voltaram a perder o patamar dos US$ 9,00 por bushel. 

Além das tarifas americanas começarem a valer sobre o volume de US$ 200 bilhões em importações chinesas, o governo dos EUA informou ainda que poderá elevá-las de 10% para 25% e a pressão desse fator, que desde maio pesa sobre as cotações da oleaginosa na CBOT, se renovou. E isso aconteceu mesmo depois de rumores, ainda nesta semana, de que China e EUA voltariam a se reunir para retomar as discussões sobre as taxações. 

Além disso, esse novo dado vindo de Washington deu espaço ainda para que o mercado entenda que mais retaliações poderão vir por parte da China, como a que taxa a soja americana pelos chineses em 25% e que já provocou sérios danos nas exportações norte-americanas. 

No boletim semanal de vendas para exportação trazido pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nesta quinta-feira (2), um novo cancelamento de 120 mil toneladas da safra 2017/18 por parte da nação asiática foi registrado. 

Na semana encerrada em 26 de julho, as vendas americanas de soja somaram apenas 93,7 mil toneladas da safra 2017/18, contra um intervalo esperado de 150 mil a 500 mil toneladas. A maior parte desse volume foi adquirida pela Alemanha, confirmando que países da União Europeia têm, de fato, respondido por volumes maiores de soja exportada pelos americanos. 

Assim, no acumulado deste ano comercial, as vendas dos EUA já somam 58.133,2 milhões de toneladas, contra pouco mais de 60,6 milhões do ano passado, nesse mesmo período, e frente à estimativa total do USDA de 56,75 milhões. 

Da safra nova, os EUA compremeteram mais 543,3 mil toneladas, com o maior volume sendo adquirido por destinos não revelados, e o total ficou dentro das projeões dos traders, que variavam de 300 mil a 700 mil toneladas.

Do mesmo modo, porém, os traders seguem acompanhando o cenário climático nos EUA e o desenvolvimento das lavouras norte-americanas, que entram em agosto, seu mês-chave para definição de produtividade. Embora a seca comece a preocupar em algumas regiões, as projeções ainda mostram uma safra com bom e importante potencial chegando dos EUA. 

Nesta quinta, a INTL FCStone reportou sua pesquisa de resultados de produtividade e produção e os números trazidos para a soja vieram bem à frente do que as últimas previsões do USDA. A consultoria internacional estima um rendimento de 57,2 sacas por hectare, e uma colheita de 124,48 milhões de toneladas. Os últimos números do departamento norte-americano foram de 54,35 sacas por hectare e uma safra de 117,3 milhões de toneladas. 

Assim, como explica o consultor de mercado Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting, apesar dos bons números, a nova safra americana passa a ser um dos fundamentos mais importantes desse momento e pode, por conta de algumas adversidades climáticas que viria a enfrentar e da boa demanda que apresenta, trazer algum suporte aos preços em Chicago. 

“O cenário para a safra americana continua preocupante, principalmente pela chegada de uma massa de ar quente de alta pressão no Centro do país. Tal massa de ar é programa para se expandir no começo da próxima semana, elevando as temperaturas e reduzindo a regularidade das chuvas. O Cinturão Agrícola norte-americano está entre as áreas com o maior potencial de efeito prejudicial”, mostram informações apuradas pela AgResource Mercosul (ARC).

Sobre as chuvas, estas também deverão se mostrar mais escassas nos próximos dias. “As precipitações médias também são reduzidas na próxima semana, com os totais pluviométricos mais expressivos concentrados no lado Leste dos EUA. O atual cenário é regular, com níveis de umidade do solo adequados. No entanto, se tão padrão climático árido se confirmar para a segunda semana de agosto, preocupações mais graves começarão a surgir”, afirmam os especialistas da consultoria internacional. 

Mercado Brasileiro

No Brasil, o mercado permaneceu de olho nas novas baixas em Chicago e na estabilidade do dólar frente ao real. Dessa forma, os preços da oleaginosa não obedeceram um caminho comum, com altas e baixas sendo registradas no interior e portos do país. Ainda assim, a maior parte das praças de comercialização pesquisadas pelo Notícias Agrícolas nesta quinta-feira. 

No Rio Grande do Sul, as cotações recuaram e seguiram entre R$ 74,00 e R$ 75,00 por saca, enquanto no Paraná e Santa Catarina mantiveram sua estabilidade, com exceção de Rio do Sul/SC, onde o preço subiu 1,3% para R$ 78,00. 

No Centro-Oeste, estabilidade também em Mato Grosso, a não ser por Tangará da Serra, com alta de 1,43% para R$ 71,00 por saca no disponível. Já em São Gabriel do Oeste/MS, queda de 1,33% para R$ 74,00 e de 1,96% em Brasília para R$ 75,00. No Oeste da Bahia o preço cedeu 1,45% para R$ 68,00 por saca. 

Nos portos, Paranaguá fechou estável também no disponível, com R$ 91,00, ao mesmo tempo que subiu 1,23% para fevereiro de 2019, onde o indicativo ficou em R$ 82,00. Em Rio Grande, perda de 0,68% tanto para o disponível, quanto para agosto, com as referências em R$ 87,20 e R$ 88,00 por saca.

 

Fonte: Notícias Agrícolas

Comentários Facebook
Banner Content